domingo, 6 de abril de 2014

Diretor da Band detona Danilo Gentili, leia


Foto Roberto Nemanis - SBT
Fazendo sucesso com o "The Noite", onde briga pela liderança com o "Programa do Jô", o apresentador e humorista Danilo Gentili criticou mais uma vez o diretor artístico da Band e responsável pela produtora Cuatro Cabezas, Diego Guebel.







Em entrevista para a "Veja São Paulo", Danilo afirmou que a decisão de sair do canal não foi só dele, mas também de sua equipe, já que eles não tinham nenhuma estrutura lá dentro.

Foto Roberto Nemanis - SBT
"A mudança para o SBT foi uma decisão coletiva. Não era uma decisão que eu deveria tomar sozinho. Quando o 'Agora é Tarde' entrou no ar, a gente pegou o ibope era 0,4 e fomos para quatro pontos. Criamos uma grade para a emissora. Quando pedia cadeira para a produção, o que ouvia da direção artística era que o programa não era rentável. Eles iam diminuir o salário do Ultraje a Rigor, diminuíram a equipe e íamos perder a sexta. Quando todo mundo decidiu ir embora, eu subi na Band e falei que estava acontecendo. Saímos e almoçamos para conversar. No almoço, ele falou que o Ultraje ia ter aumento, íamos ter computador, não tirariam mais as sextas. Por que não fizeram nesses três anos? Realmente, pareceu mais seguro permanecer na Band. Sai do almoço e consultei Alex Baldin, chefe de roteiro, e Zaccariotto, que é meu diretor. Eles falaram: vamos embora. Reuni todo elenco e decidimos ir embora. No almoço, falei que a decisão seria do elenco. Depois inclusive, tive uma nova conversa onde a Band pediu para explicar por que estava indo embora e falei que a estrutura da Cuatro Cabezas era ruim. Eu gosto da Band, mas não conseguia mais trabalhar com a Cuatro Cabezes e é muito desconfortável para um artista que o chefe de uma produtora seja o diretor artístico da emissora que ele presta serviço. Quando Guebel virou diretor, ficou insuportável", declarou Gentili.
Porém, Diego Guebel argumentou, e disse que Danilo, devido ao sucesso do "Agora é Tarde", que hoje é comandado por Rafinha Bastos, ficou uma pessoa difícil de se conviver: "Ele não era o diretor do programa, nem tinha talento para isso. Era o apresentador, mas ao longo do tempo, foi se transformando em uma pessoa muito difícil de lidar e passou a se enxergar como o 'rei do universo'. Não aceitava nenhuma ideia que não fosse dele e por várias vezes nos pediu a 'cabeça' do diretor, por exemplo. Diretor esse que foi com ele para o SBT".
Vale lembrar que a Band está processando Gentili, para que ele pague a multa de rescisão de seu contrato com a emissora, que é de cerca de 1,5 milhão de reais.


Por Na Telinha

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário